O doutor

No último mês, tive uma crise horrível de tendinite. Peguei cinco dias de atestado médico. Repouso (digitação quase zero), remédio e fisioterapia. Daí Dr. Ortopedista me passou uns exames para saber a gravidade da lesão muscular no meu ombro direito, e, assim, indicar o tratamento, com risco de indicação de cirurgia, a depender do que ele verificasse nos exames.

Então lá fui eu fazer o tal exame. O médico, Dr. Ortopedista II, que eu nunca tinha visto na vida, me encheu de perguntas sobre o meu trabalho blablabla, e no fim das contas disse que conhecia meu chefe.

“Diga ao Fulano que eu mandei um abraço.”

“Como é seu nome?”

“DOUTOR Fulano de Tal.”

– Resposta real: “Pode deixar que eu digo sim.”
– Resposta mental: “Sério que o senhor é doutor? Onde o senhor fez doutorado? Que legal, viu? Um dia eu também vou ser doutora.”

No fim das contas, o DOUTOR Fulano foi tão enfático que eu acabei esquecendo o nome dele, mas mandei o tal abraço pro meu chefe desse jeitinho bem aí, contando a história dessa forma. Resultado: ele sabia de quem eu estava falando e ainda me relembrou o nome de Dr. Ortopedista II.

Anúncios

3 comentários sobre “O doutor

  1. Gustavo Scussel disse:

    Agora você volta no Dr. Ortopedista II e conta a história como se tivesse lembrado o nome dele. Não sei bem por quê funciona, mas parece que as coisas melhoram com essa simples técnica. xD

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s