Diária.mente

A alma nova já não é mais tão nova assim. Já aprendeu a ter calma porque ainda tem muito o que aprender. Aprendeu um monte de outras coisas, inclusive aquele velho clichê de que tudo passa, até as dores de outro amor e dos mesmos amores de sempre; passa até aquela mágoa filha da puta que te fez chorar até secarem as lágrimas.

Passa tudo. Passam, diariamente, tratores metafóricos por cima de você. Até que todos os dramas do passado tenham ficado para trás.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s