No meio do caminho tem sempre um Eduardo

Contos de MiniPentel II

Ela ainda não tem, mas bem que já queria começar a garimpar o príncipe, a MiniPentel. O problema é que a coisa está feia. Certo dia ela vira e fala:

– Eu queria namorar o Fulano, da minha escola, mas ele só quer saber de brincar com o Eduardo.

É, MiniPentel. Acostume-se, porque ainda haverá muitos Eduardos no seu caminho. Cada vez mais tem Eduardo. O que não falta é Eduardo. O problema são os Eduardos.

/ do blog de Fernanda Rena – ‘Ninguém lê essa porcaria’

———-

É, minha gente, quando eu digo que essa coisa de mundo gay já está passando dos limites, corro o risco de ser considera homofóbica ou coisa que o valha. Mas que está demais, ah está sim. Dos 300 gays que trabalham comigo todos são ca-sa-dos ou têm namorado; agora pergunta quantas das mulheres não-casadas têm namorado. Pergunta!

Anúncios

Um comentário sobre “No meio do caminho tem sempre um Eduardo

  1. Jullyane disse:

    Olha, amiga, a coisa tá brabíssima, viu? Nada contra os gays, mas geeeeeente, eles estão tomando TODOS os bofes! E prest’enção como todos os namorados de gays são lindos e phynos. Eles estão roubando todos os bofes escândalos e nos deixando só com os #fail.

    Oh vida difícil!

    Beeeeijão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s