Fim de linha

‘Oi, menina que me dispensa todo dia.’
Era assim que ele a cumprimentava nas intermináveis conversas que sempre culminavam no mesmo ponto.
Ele insistia.
Ela se esquivava.
E foi assim durante muito tempo.
Ele a queria.
Ela sabia. Só não sabia se o queria nos mesmos termos.
Mudou de ideia.
Ele também.
Enredos paralelos. Personagens iguais.
Ela o quis.
Ele não queria mais.
Quis de novo.
Ela não mais.
Passagem. Avião.
Foi embora.
Game over.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s